Medicina Preventiva /

Notícias

Dengue cresce no Brasil

20/03/2015

Doença infecciosa causada por 4 diferentes sorotipos de um mesmo vírus, a dengue pode afetar uma mesma pessoa mais de uma vez, com riscos da doença na forma mais grave ou hemorrágica.

Com risco de causar a morte, a dengue é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Para evitar a sua propagação, é essencial que os locais que acumulam água e servem de criadouro para o mosquito sejam eliminados, das residências, lotes vazios, locais de trabalho e outros.

Em março de 2015, o Ministério da Saúde divulgou que 340 cidades brasileiras estão em situação de risco para a ocorrência de epidemias de dengue, um número alarmante.

O combate à dengue deve ser feito com o fortalecimento da prevenção, medida que conta com o envolvimento da população e das prefeituras.

Segundo o ministro da saúde Arthur Chioro, 15 minutos é o suficiente para que as famílias façam uma vistoria em casa e elimine qualquer situação que possa acumular água parada, servindo de criadouro do mosquito. São medidas simples, como tampar caixas d´água, retirar pratos de vasos de plantas, limpar calhas, lavar vasilha de água de animais, entre outros recipientes de estocagem de água. Foram registrados até o dia 7 de março de 2015, 224,1 mil casos de dengue no País. O aumento é de 162%, comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 85,4 mil casos.

A dengue clássica é usualmente benigna. Tem início com febre alta, dor de cabeça, dor muscular, dor ao redor dos olhos, náuseas e vômitos. Na dengue hemorrágica os sintomas iniciais são os mesmos da dengue clássica, porém evoluem rapidamente podendo levar a pessoa à morte em até 24 horas. Os casos típicos são caracterizados por febre alta, fenômenos hemorrágicos que vão desde leves sangramentos gengivais até manifestações graves, como hemorragia gastrointestinal, intracraniana e derrames. De acordo com estatísticas do Ministério da Saúde, cerca de 5% das pessoas com dengue hemorrágica morrem.

A suscetibilidade é universal, isto é, todo mundo pode pegar dengue, independentemente do sexo, idade e classe social. O perigo de uma epidemia aumentou e com isso a responsabilidade de todos nós também.

Faça a diferença e ajude a combater a dengue. Pequenas ações dentro de casa podem ajudar a evitar a epidemia.

Fonte: http://www.brasil.gov.br/saude/2015/03/brasil-tem-340-municipios-em-situacao-de-risco-para-dengue

http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/agencia-saude/17034-dengue-liraa-aponta-340-municipios-em-situacao-de-risco




Escritório Central
(17) 3214-6499

Unidade Administrativa
Rua XV de Novembro, 4488 - Redentora
CEP 15015-110 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Medicina Preventiva
Rua Redentora, 3140 - Redentora
CEP 15015-780 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Comercial
Rua Redentora, 3238 – Redentora
CEP 15015-780 – São José do Rio Preto/SP
© Bensaúde - Todos os direitos reservados
desenvolvido por Diginova - Sites e Sistemas