Medicina Preventiva /

Notícias

Cuidados com a saúde em dias de calor intenso

29/01/2015

Nos últimos dias o calor têm sido intenso e alguns cuidados essenciais podem ajudar a evitar danos à saúde. Nos dias quentes, o corpo precisa liberar calor por meio do suor para manter a temperatura corporal ideal e com isso, ele elimina água e sais minerais. É recomendado beber água aos poucos, durante todo o dia e antes que a sede apareça.

A atenção com idosos e crianças deve ser redobrada, pois são mais vulneráveis às altas temperaturas do verão, sendo vítimas mais fáceis de problemas como desidratação e indisposições alimentares. Não espere a criança e o idoso pedir líquidos. Ofereça regularmente sucos, chás, água e água de coco.

Os sinais clássicos de desidratação são lábios e língua secos, falta de elasticidade da pele e diminuição da urina. Se apresentar esses sintomas, já comece a hidratação em casa antes mesmo de procurar atendimento médico. E por fim, pode aparecer sintomas de desorientação, ou seja, confusão mental, quando a pessoa fica sem vontade de fazer o que precisa, podendo inclusive surgir cálculos renais, pois a urina fica mais concentrada.

O ideal é consumir, no mínimo, dois litros de líquidos por dia, podendo variar dependendo do organismo de cada pessoa. Grávidas e mulheres que estão amamentando, por exemplo, precisam aumentar a ingestão. Sucos, chás e frutas naturais também podem entrar na contagem, mas dê preferência à água pura.

O excesso de sol e calor é suficiente para acabar com o bem-estar. Quando o corpo chega a uma temperatura muito elevada, o mecanismo de transpiração falha e o corpo fica incapacitado de se resfriar. O resultado dessa reação é a insolação, que pode ir desde uma vermelhidão e dor de cabeça até uma internação hospitalar.

A exposição direta e prolongada ao sol é o principal fator desencadeante da insolação, mas quem passa muito tempo exposto ao sol na cidade também corre o mesmo risco, devido ao calor intenso.

Durante o verão, alguns alimentos devem ser privilegiados como as frutas, verduras e legumes, pois são ótimas fontes de vitaminas, minerais e fibras, além de serem alimentos refrescantes que combinam com a alta temperatura. É preciso ter cuidado com o tempero das saladas nos dias mais quentes, evitando maionese e os molhos prontos preferindo temperos naturais, como azeite, limão, orégano, cebola, alho, entre outros.

Para evitar riscos de contaminação no calor, preste atenção à qualidade da água consumida e evite a ingestão de alimentos preparados na rua sem a higiene necessária. Mantenha as mãos sempre limpas e evite locais fechados com aglomerações de pessoas.

A intoxicação alimentar é comum com o calor intenso. Além disso, dependendo do estado do alimento, ele pode conter bactérias bastante perigosas à saúde e até causar a morte nos casos mais graves. No caso de intoxicação, procure imediatamente um pronto-socorro e se hidrate intensivamente. Para prevenção, evite alimentos de origem duvidosa, prefira consumir alimentos que você mesmo comprou e/ou preparou.

Noites mal dormidas, problemas respiratórios, desidratação e infecção alimentar são comuns com o calor intenso. O ar seco agride muito a mucosa nasal, ocasionando a obstrução nasal e faz com que as pessoas tenham principalmente sangramentos e doenças respiratórias.

Para proteger a pele da exposição aos raios UVA e UVB , a proteção da pele é importante para prevenir o risco de queimaduras, câncer de pele e envelhecimento precoce. O protetor solar deve ser aplicado diariamente, e não somente nos momentos de lazer. Em crianças, inicia-se o uso do filtro solar a partir dos seis meses de idade, utilizando um protetor adequado para sua pele sensível.

Quem se exercita em um dia de calor intenso e não se hidrata corre o risco de passar mal durante a atividade. Dor de cabeça, tonturas, náuseas são os sintomas mais frequentes. Nesses casos o uso do isotônico é recomendado, enfatizando que é uma substância de reposição, e não suco. Precisa ser ingerido com responsabilidade para repor o sódio, o potássio e outros sais minerais perdidos durante a atividade física intensa. O isotônico deve ser ingerido "por goles", enquanto o exercício é feito. A ingestão exagerada pode causar cálculos renais.

Algumas recomendações são necessárias durante o verão como usar roupas leves com tecidos de algodão e malha que absorvem o suor; evitar tecidos sintéticos, que atrapalham a evaporação da transpiração; evitar roupas de cores escuras, que absorvem mais o calor por não refletir a luz solar e para evitar alergias e outros problemas de pele, melhor lavar as roupas sempre que usá-las, sem repeti-las, e não usar peças de outras pessoas.

Para aliviar o calor mesmo, nada melhor do que sombra e água fresca. De acordo com suas possibilidades, lave rosto, nuca, braços e mãos, tome uma ducha fria, mergulhe na piscina ou tome um banho de mar quando possível.

Fonte de pesquisa: www.minhavida.com.br



Escritório Central
(17) 3214-6499

Unidade Administrativa
Rua XV de Novembro, 4488 - Redentora
CEP 15015-110 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Medicina Preventiva
Rua Redentora, 3140 - Redentora
CEP 15015-780 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Comercial
Rua Redentora, 3238 – Redentora
CEP 15015-780 – São José do Rio Preto/SP
© Bensaúde - Todos os direitos reservados
desenvolvido por Diginova - Sites e Sistemas