Medicina Preventiva /

Notícias

Psoríase

29/10/2014

A Psoríase é uma doença da pele relativamente comum, crônica e não contagiosa que afeta cerca de 3% da população mundial, o que representa 125 milhões de pessoas no mundo e no Brasil, aproximadamente 5 milhões de portadores atingindo igualmente homens e mulheres.

É uma doença cíclica, ou seja, apresenta sintomas que desaparecem e reaparecem periodicamente. Seu aspecto, extensão, evolução e gravidade são variáveis, caracterizando-se pelo aparecimento de lesões vermelhas, espessas e descamativas que afetam, sobretudo, os cotovelos, joelhos, região lombar, couro cabeludo e unhas.

As causas da Psoríase ainda não estão totalmente esclarecidas, mas sabe-se que estão relacionadas ao sistema imunológico, às interações com o meio ambiente e à hereditariedade em pelo menos 30% dos casos. Há outros fatores que podem desencadear ou agravar a doença como: fatores psicológicos, estresse (altos níveis mantém o sistema imunológico debilitado), traumas cutâneos ou irritações na pele, infecções de garganta, baixa umidade do ar e tempo frio (quando a pele fica mais ressecada), ingestão alcoólica, tabagismo e o uso de alguns medicamentos.

Os sintomas da Psoríase variam de paciente para paciente, conforme o tipo da doença já que há vários, mas podem incluir:

- Manchas vermelhas com escamas secas esbranquiçadas ou prateadas;

- Pequenas manchas escalonadas;

- Pele ressecada e rachada, às vezes, com sangramento;

- Coceira, queimação e dor em alguns casos;

- Unhas grossas, sulcadas ou com caroços;

- Inchaço e rigidez nas articulações.

Em casos de psoríase moderada pode haver apenas desconforto por causa dos sintomas mas, nos casos mais graves, a Psoríase pode ser dolorosa e provocar alterações que impactam significativamente na qualidade de vida.

Outro aspecto importante da Psoríase é seu efeito sobre a autoestima do paciente. Há casos em que o aspecto físico da doença (feridas, manchas e outros) interfere diretamente na vida social, afetiva e ocupacional. Em virtude da aparência, as pessoas acometidas pela doença podem sofrer preconceito o que afeta diretamente suas relações interpessoais pela evitação de situações de maior intimidade e/ou convívio social.

TRATAMENTO

O tratamento da Psoríase, na maioria das vezes, se divide em dois momentos: supressão das lesões (clareamento) e manutenção da remissão (manter a pele sem lesões). Para isto, é necessário o acompanhamento com o médico dermatologista.

O tratamento é essencial para manter uma qualidade de vida satisfatória. Nos casos leves, hidratar a pele, aplicar medicamentos tópicos apenas na região das lesões e exposição diária ao sol são suficientes para melhorar o quadro clínico e promover o desaparecimento dos sintomas. Nos casos moderados, quando apenas as medidas acima não melhorarem os sintomas, o tratamento com exposição à luz ultravioleta A, faz-se necessário. Já em casos graves, é necessário iniciar tratamentos com medicação via oral ou injetável.

A Psoríase não tem cura, mas é possível controlar a doença e levar uma vida perfeitamente normal. Nos casos em que a doença afeta a qualidade de vida e prejudica a autoestima, recomenda-se acompanhamento psicológico.

Dicas importantes

- Nunca interrompa o tratamento prescrito sem autorização do médico. Esta atitude pode piorar as lesões e agravar a situação;

- A exposição ao sol trará melhora em alguns casos, mas há outros que além de não melhorar, pioram muito as lesões;

- Cada tratamento pode provocar resultados diferentes em diferentes pacientes e até resultados distintos no mesmo paciente, em épocas diferentes;

- Automedicação ou remédios caseiros não são recomendados;

- Mantenha a pele hidratada.

Desde 2006, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) promove a Campanha Nacional de Conscientização da Psoríase, aproveitando a comemoração do Dia Mundial da Psoríase, celebrado em 29 de outubro.  O objetivo é combater o preconceito associado à doença e melhorar a qualidade de vida dos pacientes, por meio do esclarecimento da população. Neste ano, a campanha tem o tema: Psoríase: fere mais que a pele. Com tratamento é possível ter qualidade de vida. Para saber mais sobre esta campanha acesse o link: http://www.psoriasetemtratamento.com.br.

Fontes: www.sbd.org.br; www.psoriase.org.br




Escritório Central
(17) 3214-6499

Unidade Administrativa
Rua XV de Novembro, 4488 - Redentora
CEP 15015-110 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Medicina Preventiva
Rua Redentora, 3140 - Redentora
CEP 15015-780 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Comercial
Rua Redentora, 3238 – Redentora
CEP 15015-780 – São José do Rio Preto/SP
© Bensaúde - Todos os direitos reservados
desenvolvido por Diginova - Sites e Sistemas