Medicina Preventiva /

Notícias

Dia Mundial do Doador de Sangue

13/06/2014

O sangue é um tecido vivo que circula pelo corpo, levando oxigênio e nutrientes a todos os órgãos e é essencial à vida.


Todos os dias acontecem centenas de acidentes, cirurgias e queimaduras violentas que exigem transfusão, além de que há doenças em que seus portadores também necessitam de transfusões de sangue ou de seus derivados como a Hemofilia, as Leucemias e alguns tipos de Anemias. Isto leva à necessidade da doação de sangue de outras pessoas. O procedimento é simples e realizado por profissionais capacitados e sob a supervisão médica e de enfermagem, garantindo assim o bem estar do doador.


Desde 2004, comemora se em 14 de junho o Dia Mundial do Doador de Sangue. A data serve para agradecer aos doadores, além de lembrar a importância do ato. O dia foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na data do nascimento de Karl Landsteiner, imunologista austríaco responsável por descobrir o fator Rh e identificar diferenças existentes entre os diversos tipos sanguíneos humanos.


Este ano a campanha do Dia Mundial do Doador de Sangue criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e baseada no fato de que, no mundo diariamente, cerca de 800 mulheres morrem por complicações no parto ou na gravidez devido a sangramentos severos.


Na doação é retirado aproximadamente 450 ml de sangue, realizado em ambiente limpo e confortável, com materiais descartáveis e leva aproximadamente 55 minutos. Não dói e nem prejudica a saúde.


O sangue doado não ultrapassa 10% do volume circulante no corpo, a quantidade doada é reposta rapidamente pelo organismo. Nova doação pode ser realizada respeitando o período estipulado. Para homens, de 60 dias (máximo de 04 doações nos últimos 12 meses) e mulheres, de 90 dias (máximo de 03 doações nos últimos 12 meses).


Há três formas de doação:

  • Doação Espontânea: feita de modo altruísta, como uma atitude solidária com um único interesse: ajudar o próximo;
  • Doação vinculada: vinculada à algum paciente;
  • Doação autóloga: doar para si mesmo.

 O que é necessário para doar:

  • Ter idade entre 16 e 69 anos, 11 meses e 29 dias; pesar acima de 50 kg (com desconto de vestimentas);
  • Doadores com idade de 16 e 17 anos de idade, com a presença e autorização formal dos pais e/ou responsável legal;
  •  O candidato à doação deve estar em boas condições de saúde;
  • Apresentar documento de identidade com foto, emitido por órgão oficial: RG, carteira profissional, carteira de motorista.
  • Ter repousado bem na noite anterior da doação, evitar o jejum mas fazer refeições leves e não gordurosas, nas 4 horas que antecedem a doação e evitar uso de bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas;
  • Deverá ir acompanhado, mas não levar crianças.

Se cada pessoa saudável doasse sangue espontaneamente, pelo menos duas vezes ao ano, os Hemocentros teriam hemocomponentes (derivados do sangue) suficientes para atender toda população. O sangue não tem substituto e não pode ser fabricado, por isso a doação espontânea e periódica é fundamental.

Uma única doação de sangue pode salvar várias vidas. É uma atitude necessária, solidária e de cidadania.

Para maiores informações e doações:


Banco de sangue / Beneficência Portuguesa

Fone: 3222-3145 / 3222-5305

www.prosangue.sp.gov.br




Escritório Central
(17) 3214-6499

Unidade Administrativa
Rua XV de Novembro, 4488 - Redentora
CEP 15015-110 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Medicina Preventiva
Rua Redentora, 3140 - Redentora
CEP 15015-780 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Comercial
Rua Redentora, 3238 – Redentora
CEP 15015-780 – São José do Rio Preto/SP
© Bensaúde - Todos os direitos reservados
desenvolvido por Diginova - Sites e Sistemas