Medicina Preventiva /

Notícias

Água

20/05/2014

O corpo humano é composto por cerca de 70% de água, devido ao seu importante papel no organismo. A todo instante há diversas reações químicas ocorrendo no corpo, sendo que muitas dessas reações necessitam de água. Essas reações dependentes de água são vitais para manter o organismo em equilíbrio. Além disso, a todo instante elimina-se água corporal, seja pelo suor (para manter o controle da temperatura), urina ou até mesmo pela respiração. 

A água ingerida é absorvida, e pela corrente sanguínea vai sendo distribuída com os outros nutrientes para todas as células do organismo, com isso ela chega às células que formam os órgãos e tecidos, hidratando e nutrindo estas células, proporcionando um funcionamento adequado dos órgãos, além de manter pele e cabelos hidratados.

A ingestão de água associada com o consumo de fibras é essencial para um bom funcionamento do intestino. As fibras em contato com a água aumentam de tamanho, auxiliando a formar um bolo fecal mais volumoso, que aumenta a velocidade dos movimentos intestinais para eliminar as fezes, garantindo assim um funcionamento intestinal regular. Além disso, o intestino é responsável também pela eliminação de toxinas do organismo, processo este que também necessita de água para seu funcionamento adequado.

A recomendação média de ingestão de água é por volta de 2 litros ao dia, porém deve-se lembrar de que estas necessidades são individuais. Portanto a orientação individualizada fica em torno de 30 a 35 ml de água por quilo de peso corporal, por exemplo, uma pessoa que pese 60kg, deverá ingerir 1,8 à 2,1 litros por dia.

Algumas pessoas dizem não gostar de água. Tentar colocar folhas de hortelã ou alecrim, gotas de limão, pedaços de morango congelado, rodelas de laranja pode contribuir para melhorar o consumo de água, pois a água pegará o gosto e talvez fique mais fácil beber a quantidade recomendada.

É importante destacar que não se deve considerar alimentos como refrigerantes e sucos industrializados como parte da hidratação, pois estes alimentos carregam junto com a água substâncias que são prejudiciais ao organismo.

Não é aconselhável o consumo de bebidas isotônicas como parte da ingestão diária de líquidos, pois estas bebidas apresentam indicações específicas, como a reposição de minerais para atletas e em caso de desidratação por vômitos e diarréia. A ingestão excessiva destas bebidas pode levar a um desequilíbrio orgânico, com danos ao rim, que é órgão responsável por filtrar os nutrientes e a água presentes nos alimentos e bebidas para serem eliminados na urina.


O que é desidratação?

A desidratação significa que o seu corpo não possui a quantidade de água e fluidos que deveria. A desidratação pode ser causada por perda de fluidos ou pela ingestão insuficiente de água e/ou fluidos.

As crianças são mais suscetíveis à desidratação do que os adultos devido ao peso inferior do corpo e maior circulação de água e eletrólitos. Os idosos também possuem maior propensão.


O corpo pode perder muitos fluidos devido às seguintes causas:


- Vômito ou diarreia

- Excreção excessiva de urina, tais como com diabetes não controlado ou uso de diuréticos

- Suor excessivo (por exemplo, de exercício)

- Febre


Sintomas de Desidratação


- Boca seca ou grudenta

- Pouca ou nenhuma excreção de urina

- A urina concentrada surge amarela escura

- Não produção de lágrimas

- Olhos encovados

- Fontanela (moleira) marcadamente baixa em bebês

- Letargia ou coma (na desidratação grave)


Aproximadamente 70% da superfície terrestre encontra-se coberta por água. No entanto, menos de 3% deste volume é de água doce, cuja maior parte está concentrada em geleiras, restando uma pequena porcentagem de águas superficiais para as atividades humanas.

Está havendo um grande desperdício desse recurso natural. A poluição hídrica é um dos fatores agravantes, os rios são poluídos por esgotos domésticos, efluentes industriais, resíduos hospitalares, agrotóxicos, entre outros elementos que alteram as propriedades físico-químicas da água.

O Brasil é um país privilegiado com relação à disponibilidade de água, detém 53% do manancial de água doce disponível na América do Sul e possui o maior rio do planeta (rio Amazonas). Os climas que atuam sobre o território, proporcionam elevados índices pluviométricos. No entanto, mesmo com grande disponibilidade de recursos hídricos, o país sofre com a escassez de água potável em alguns lugares. A água doce disponível em território brasileiro está irregularmente distribuída: aproximadamente, 72% dos mananciais estão presentes na região amazônica, restando 27% na região Centro-Sul e apenas 1% na região Nordeste do país.

Outro fator agravante é a ausência de saneamento básico nas residências da população brasileira. Atualmente, 55% da população não tem água tratada nem saneamento básico. 


Possíveis atitudes para reduzir o desperdício de água:

Aproveitar as águas da chuva, armazenando-as de maneira correta;

Fechar a torneira enquanto escova os dentes ou faz a barba;

Reaproveitar o papel. Isso é muito importante, pois para produzir papel gasta-se muitos litros de água;

Acabar com o pinga-pinga da torneira;

Manter em bom estado de funcionamento a válvula do vaso sanitário;

Colocar no copo apenas o que vai beber, sem jogar o resto fora;

Ao tomar banho, desligar o chuveiro ao ensaboar, pois uma ducha chega a gastar mais de 16 litros de água por minuto;

Usar a capacidade máxima da máquina na hora de lavar roupa. Reutilizar a água que saí da máquina para lavar a calçada;

Lavar o carro com o balde;

Antes de lavar a louça, remover restos de comida dos pratos e das panelas, ensaboar, e só abrir a torneira para o enxágue.

Não contaminar os cursos de água;

Agir como consumidores conscientes e exigir que as empresas produzam detergentes e produtos de limpeza que diminuam a poluição do meio ambiente (biodegradáveis).

 

Todas essas mudanças de hábitos são pequenas, no entanto, geram grandes diferenças. Faça você a sua parte, contribua para a preservação do bem mais valioso da Terra.

 

A água que se joga fora diariamente poderia matar a sede de muitas pessoas pelo mundo!



Fontes de pesquisa: www.brasilescola.com; www.conscienciacomciencia.com.br; www.cetesb.sp.gov.br




Escritório Central
(17) 3214-6499

Unidade Administrativa
Rua XV de Novembro, 4488 - Redentora
CEP 15015-110 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Medicina Preventiva
Rua Redentora, 3140 - Redentora
CEP 15015-780 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Comercial
Rua Redentora, 3238 – Redentora
CEP 15015-780 – São José do Rio Preto/SP
© Bensaúde - Todos os direitos reservados
desenvolvido por Diginova - Sites e Sistemas