Medicina Preventiva /

Notícias

Câncer de Colo de Útero

08/01/2014

O câncer do colo do útero é o segundo tumor mais frequente na população feminina, atrás apenas do câncer de mama e é a quarta causa de morte de câncer em mulheres no Brasil. Tem evolução lenta, porém se diagnosticado e tratado precocemente há grande probabilidade de cura.

No colo do útero há células que se modificam produzindo um tumor. A principal alteração que pode levar a esse tipo de câncer é a infecção pelo Papilomavírus humano, o HPV. As alterações das células que desencadeiam o câncer são descobertas facilmente no exame preventivo (conhecido também como Papanicolaou), por isso é importante a sua realização anual.

Exame Preventivo (Papanicolaou)

Deve ser realizado após o início da atividade sexual e podendo ser interrompido após os 65 anos, quando há exames anteriores normais. O colo do útero é raspado com uma espátula e o material coletado é enviado ao laboratório para análise.

Sintomas

O câncer de colo de útero não apresenta sintomas em sua fase inicial, sendo detectado com o exame ginecológico periódico.

Nos casos mais avançados da doença é comum ocorrer sangramento vaginal intermitente (de vez em quando) ou após a relação sexual; corrimento vaginal de odor fétido; dor abdominal associada com queixas urinárias ou intestinais.

Fatores de risco

- Múltiplos parceiros sexuais;

- Infecções sexualmente transmitidas entre os parceiros;

- Multiparidade (várias gestações);

- Idade precoce na primeira relação sexual;

- Tabagismo;

- Higiene íntima inadequada;

- Uso prolongado de contraceptivos orais (pílula).

Prevenção

- Usar preservativos (camisinha) durante a relação sexual, para evitar o contágio pelo HPV;

- Reduzir do número de parceiros sexuais;

- Não fumar;

- Consultar o ginecologista pelo menos uma vez ao ano e fazer o exame preventivo de câncer de colo do útero é a forma mais eficaz de diminuir a chance de ter esse tipo de câncer;

- Adotar hábitos saudáveis de vida: alimentação com baixo teor de gordura, açúcar e sal; aumento de grãos integrais; tubérculos e vegetais e frutas e atividade física regular.

Siga essas dicas e não se esqueça de retornar ao médico para saber o resultado do exame e seguir as recomendações cabíveis.

Fonte: INCA




Escritório Central
(17) 3214-6499

Unidade Administrativa
Rua XV de Novembro, 4488 - Redentora
CEP 15015-110 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Medicina Preventiva
Rua Redentora, 3140 - Redentora
CEP 15015-780 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Comercial
Rua Redentora, 3238 – Redentora
CEP 15015-780 – São José do Rio Preto/SP
© Bensaúde - Todos os direitos reservados
desenvolvido por Diginova - Sites e Sistemas