Medicina Preventiva /

Notícias

AIDS: é melhor saber

05/12/2013

O Dia Mundial de Luta contra AIDS, em 1º de dezembro tem como objetivo lembrar a sociedade sobre a importância da prevenção e dos problemas decorrentes aos portadores da doença e seus familiares.

 

A AIDS é uma doença considerada um dos maiores problemas da atualidade pelo seu caráter pandêmico (ataca ao mesmo tempo muitas pessoas em uma mesma região) e sua gravidade. A infecção se dá pelo HIV, vírus que ataca as células do sistema imunológico, destruindo os glóbulos brancos (linfócitos T CD4+). A falta desses linfócitos diminui a capacidade do organismo de se defender de doenças oportunistas, causadas por microorganismos que normalmente não são capazes de desencadear males em pessoas com sistema imune normal.

 

O Ministério da Saúde estima que 530 mil pessoas vivam com HIV/AIDS no país. Dentre essas, 135 mil não sabem ou nunca fizeram o teste. O diagnóstico e tratamento precoce são os melhores caminhos de se evitar as formas mais graves da doença.

 

O aumento no número de casos nacionais está relacionado às duas formas mais comum de infecção pelo vírus – relações sexuais sem preservativo e contaminação sanguínea por uso de drogas injetáveis. Em um primeiro momento, acreditava-se que o número estava ligado à primeira forma, principalmente em cidades portuárias, mas hoje consideramos que esteja mais ligado ao aumento do consumo de drogas, em especial por jovens.

 

Os objetivos da campanha são estimular a adoção de práticas sexuais seguras à população em geral, incentivar a realização de testes anti-HIV, garantir insumos e informações de prevenção.

 

O Ministério de Saúde anunciou no dia 1º Dezembro, uma nova política do programa de combate à AIDS. A partir de agora, o portador do vírus receberá tratamento com antirretrovirais no Sistema Único de Saúde (SUS) assim que receber o teste positivo no HIV. O objetivo da medida e do tratamento é reduzir as possibilidades de transmissão, prolongar a sobrevida e oferecer qualidade de vida ao paciente, pela redução da carga viral e reconstituição do sistema imunológico.

 

O HIV pode ser transmitido pelo sangue, esperma e secreção vaginal, pelo leite materno, ou transfusão de sangue contaminado. O portador do HIV, mesmo sem apresentar os sintomas da AIDS, pode transmitir o vírus, por isso, a importância do uso de preservativo em todas as relações sexuais.

 

O diagnóstico da infecção pelo HIV é feito a partir da coleta de sangue. No Brasil, temos os exames laboratoriais e os testes rápidos, que detectam os anticorpos contra o HIV em até 30 minutos, colhendo uma gota de sangue da ponta do dedo. Esses testes são realizados gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), nas unidades da rede pública e nos Centros de Testagem e Aconselhamento – CTA. Os exames podem ser feitos inclusive de forma anônima. Nesses centros, além da coleta e da execução dos testes, há um processo de aconselhamento, antes e depois do teste, para facilitar a correta interpretação do resultado pelo paciente. Também é possível saber onde fazer o teste pelo Disque Saúde (136).

 

A infecção pelo HIV pode ser detectada com, pelo menos, 30 dias a contar da situação de risco. Isso porque o exame (o laboratorial ou o teste rápido) busca por anticorpos contra o HIV no sangue. Esse período é chamado de janela imunológica.

 

A AIDS não tem cura, mas o diagnóstico precoce e o tratamento adequado possibilitam a redução da mortalidade e melhor qualidade de vida para as pessoas que vivem com o vírus ou que já manifestam a doença. Saber do contágio pelo HIV precocemente aumenta a expectativa de vida do soropositivo.

 

Fonte de pesquisa: www.aids.gov.br e www.agenciaaids.com.br




Escritório Central
(17) 3214-6499

Unidade Administrativa
Rua XV de Novembro, 4488 - Redentora
CEP 15015-110 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Medicina Preventiva
Rua Redentora, 3140 - Redentora
CEP 15015-780 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Comercial
Rua Redentora, 3238 – Redentora
CEP 15015-780 – São José do Rio Preto/SP
© Bensaúde - Todos os direitos reservados
desenvolvido por Diginova - Sites e Sistemas