Medicina Preventiva /

Notícias

Hepatites Virais B e C

28/07/2013

No Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais em 28 de julho, foi lançada a Campanha Municipal de Prevenção e Diagnóstico das Hepatites Virais que se estende ao longo do mês de agosto de 2013. O objetivo da campanha é sensibilizar e informar as pessoas sobre tipos, formas de contaminação e tratamento além de incentivar a realização de exames sorológicos para identificação da doença.

 

A hepatite é uma doença inflamatória do fígado e tem causas diversas como: vírus, uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. No caso das HEPATITES VIRAIS, foco da campanha, as mais comuns no Brasil são as causadas pelos vírus A, B e C. No país, milhões de pessoas são portadoras dos vírus B ou C e não sabem. Daí a importância da detecção através de exames sorológicos, pois, caso tenham um ou os dois tipos de vírus, uma avaliação com especialista deverá ser feita. Pessoas contaminadas com estes vírus correm o risco de evoluírem para doenças crônicas e causarem danos mais graves ao fígado como cirrose e câncer.

 

As hepatites virais são doenças silenciosas que nem sempre apresentam sintomas, mas quando aparecem, seja em sua fase aguda ou crônica, podem provocar cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

 

Há muita confusão quanto à forma de contaminação, sendo importante conhecê-las para evitar o risco de contaminação e mal entendidos.

  • Hepatite A: contágio fecal-oral que se dá em função de condições precárias de saneamento básico e água, de higiene pessoal e dos alimentos. Os vírus A apresenta apenas a forma aguda de hepatite (não possuindo potencial para forma crônica). Isto quer dizer que, após contaminação pelo vírus da hepatite A, o indivíduo pode se recuperar completamente, eliminando o vírus de seu organismo.
  • Hepatite B e C: contaminação sanguínea através do compartilhamento de instrumentos cortantes não esterilizados como em salões de beleza, estúdio de tatuagens e colocação de piercings, consultórios odontológicos, uso de drogas compartilhadas, transfusões de sangue antes de 1993, relações sexuais sem camisinha e transmissão vertical (quando o vírus é transmitido de mãe para filho).

 

Ter o vírus, não significa necessariamente apresentar algum sintoma, a não ser que já haja complicações na função hepática. O diagnóstico precoce aumenta a chance de tratamento. É importante lembrar que existe a janela imunológica, que é o intervalo de tempo entre a contaminação e a produção de anticorpos no sangue, que são produzidos pelo sistema de defesa do organismo (30 a 60 dias). Se um teste é feito durante este período, há a possibilidade de apresentar um falso resultado negativo. Os exames podem ser solicitados pelo médico, em postos de saúde ou o CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento).

 

Como se prevenir contra as hepatites?

 

  • Exigir material descartável ou esterilizado em serviços de saúde (consultórios odontológicos, salões de beleza, estúdios de tatuagens e piercings);
  • Não compartilhar seringas, agulhas e objetos cortantes de uso pessoal (alicates, lâminas de barbear ou depilar) e escovas de dente;
  • Usar preservativos nas relações sexuais.

 

No caso da hepatite B, existe vacinação gratuita oferecida nos postos de saúde para homens e mulheres de até 49 anos. É administrada em três doses e somente após a terceira dose, a pessoa está imunizada. No caso da hepatite C, não há vacinação e ela é responsável por 50% dos casos de transplante de fígado. O vírus da hepatite B pode sobreviver até sete dias no ambiente e é de 20 a 100 vezes mais fácil ser transmitida nas relações sexuais do que o vírus HIV.

 

O Bensaúde em parceria com a Secretaria de Saúde do município de São José do Rio Preto realizou campanha informativa no Rio Preto Shopping em 28 de julho para sensibilizar a população em geral sobre a necessidade do diagnóstico precoce. Além disso, disponibilizará aos seus beneficiários, em sua unidade na Rua XV de Novembro, a realização de exames sorológicos para hepatites B e C, Sífilis e HIV com a equipe da Medicina Preventiva nos dias 29, 30, 31 de julho, 01 e 02 de agosto das 8 às 12 horas.





Escritório Central
(17) 3214-6499

Unidade Administrativa
Rua XV de Novembro, 4488 - Redentora
CEP 15015-110 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Medicina Preventiva
Rua Redentora, 3140 - Redentora
CEP 15015-780 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Comercial
Rua Redentora, 3238 – Redentora
CEP 15015-780 – São José do Rio Preto/SP
© Bensaúde - Todos os direitos reservados
desenvolvido por Diginova - Sites e Sistemas