Medicina Preventiva /

Notícias

Doação de sangue: um gesto que salva vidas

24/06/2013

O sangue é um tecido vivo que circula pelo corpo, levando oxigênio e nutrientes a todos os órgãos sendo, portanto, essencial à vida. Ele é produzido na medula óssea que se localiza nos ossos chatos (vértebras, costelas, quadril, crânio e esterno). Ele é formado de células sanguíneas que são os glóbulos vermelhos ou hemácias, os glóbulos brancos ou leucócitos e as plaquetas.

O sangue não é um produto que possa ser produzido artificialmente e não tem nenhum outro substituto, o que justifica a necessidade da doação espontânea e periódica. Todos os dias acontecem centenas de acidentes, cirurgias, transplantes e queimaduras violentas que exigem transfusão, além das pessoas que apresentam outros problemas de saúde como hemofilia, leucemias e anemias que periodicamente necessitam de derivados do sangue para a sua recuperação e até sobrevivência.

Doar sangue é um ato simples, tranquilo e seguro que não provoca risco ou prejuízo à saúde. Se cada pessoa saudável doasse sangue espontaneamente pelo menos duas vezes ao ano, os Hemocentros teriam hemocomponentes (derivados do sangue) suficientes para atender toda população.

Nos hemocentros, locais onde é coletado, armazenado e distribuído, o sangue é fracionado em quatro componentes: concentrado de hemácias, concentrado de plaquetas, crioprecipitado e o plasma. O fracionamento permite atender necessidades específicas de cada paciente (receptor), transfundindo apenas o componente necessário em maior concentração e menor volume, evitando desperdício e valorizando ainda mais a doação. Uma única doação pode salvar a vida de até 4 pessoas.

Algumas pessoas apesar de desejarem doar, ficam temerosas por acharem que a doação implicará em riscos para si. É válido lembrar que: o sangue doado não ultrapassa 10% do volume em circulação no corpo e que a quantidade doada é reposta rapidamente; a doação de sangue não vicia, assim, a pessoa doará novamente apenas se quiser; doar sangue não engrossa e não afina o sangue, isso é um mito; a doação acontece em ambiente confortável e limpo sem riscos de contaminação para o doador; ele sempre será atendido por pessoal capacitado e qualificado para esta função e o procedimento é simples, rápido e indolor.

Dados do Ministério da Saúde mostram que a doação de sangue vem crescendo entre a população brasileira. Atualmente, 3,6 milhões de pessoas (2% da população) têm o hábito de doar sangue regularmente. O objetivo do governo federal é que o índice chegue aos 3%, com mais 2,2 milhões de doadores regulares, até 2014. Para isso campanhas de incentivo e sensibilização para doação de sangue são feitas regularmente, em especial em períodos de grandes eventos e feriados prolongados, quando as transfusões aumentam em até 15%.

Há critérios que permitem ou que impedem uma doação de sangue, que são determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde, e visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue.

Critérios para doação:

• Ter idade entre 18 e 67 anos;

• Doadores com idade de 16 e 17 anos de idade, são aceitos para doação mediante a presença e autorização formal dos pais e/ou responsável legal;

• O limite de idade para primeira doação é de 60 anos;

• O candidato à doação deve estar em boas condições de saúde, sem feridas ou machucados no corpo;

• Pesar acima de 50 kg (com desconto de vestimentas);

• Apresentar documento de identidade com foto;

• Ter repousado bem na noite antes da doação (6 horas no mínimo);

• Evitar o jejum: fazer refeições leves e não gordurosas nas 4 horas que antecedem a doação;

• Evitar uso de bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas;

• Evitar vir acompanhado com crianças, sem acompanhantes.

Critérios de impedimento temporário ou definitivo, intervalos para doação, cuidados no pós-doação e outras informações importantes para este gesto que salva vidas, saiba mais em: www.prosangue.sp.gov.br, www.inca.gov.br.

No dia 21 de junho de 2013 foi realizado mais um Dia Viva Bem no Bensaúde da Unidade Rua Redentora.

Os profissionais da Medicina Preventiva verificaram a Pressão Arterial, Peso Corporal e Glicemia Capilar dos beneficiários presentes. Em seguida, o Drº Manoel Cavalcante, responsável pelo Banco de Sangue da Beneficência Portuguesa, ministrou uma Palestra com o tema: “Sangue: melhor dar do que receber”. Para o encerramento das atividades, foram sorteados alguns brindes.

A Equipe do Bensaúde convida os beneficiários e o público em geral para participarem do próximo Dia Viva Bem, que será realizado no dia 26 de Julho de 2013, na Unidade Rua Redentora.

 

Confira abaixo algumas fotos do evento:




Escritório Central
(17) 3214-6499

Unidade Administrativa
Rua XV de Novembro, 4488 - Redentora
CEP 15015-110 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Medicina Preventiva
Rua Redentora, 3140 - Redentora
CEP 15015-780 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Comercial
Rua Redentora, 3238 – Redentora
CEP 15015-780 – São José do Rio Preto/SP
© Bensaúde - Todos os direitos reservados
desenvolvido por Diginova - Sites e Sistemas