Medicina Preventiva /

Notícias

Combate ao Glaucoma

29/05/2013

Neste dia 26 de Maio foi celebrado o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma, problema que afeta a visão e atualmente atinge cerca de 900 mil pessoas em todo o Brasil.

A doença causa uma pressão intraocular, provocando uma lesão no nervo ótico e consequentemente comprometendo a visão. Se não for tratado adequadamente pode levar à cegueira.

A perda visual só ocorre em fases mais avançadas. Primeiro o campo visual vai diminuindo até se tornar uma visão tubular e sem tratamento específico, o paciente pode ficar cego.

Como o glaucoma é uma perda do tecido nervoso, o uso de óculos não resolvem o problema.

Tipos

- O glaucoma de ângulo aberto, o mais comum, ocorre quando a capacidade de produção de humor aquoso (líquido presente no interior do olho) é superior à habilidade de absorção. Esse fenômeno aumenta o volume de líquido presente no olho e, por consequência, eleva a pressão intraocular. Esse tipo de glaucoma só apresenta sinais percebidos pelo portador depois de uma perda irreversível de 40 a 50% da estrutura do nervo óptico, pois começa a sentir a diminuição do campo de visão.

- O glaucoma de ângulo fechado, ou agudo, ocorre quando a produção de humor aquoso no interior do olho é normal, mas o globo ocular não consegue absorver adequadamente o líquido. A dor nos olhos é intensa, ocorre embaçamento visual, há visualização de círculos coloridos em volta das luzes, vermelhidão ocular, dor de cabeça, náuseas e vômito.

Diagnóstico e tratamento

O glaucoma é um problema que não apresenta sintomas. Por isso é sempre importante visitar o oftalmologista para checar como está a visão. A partir dos 40 anos de idade é necessário visitar o oftalmologista para olhar o nervo e medir a pressão interna do olho para saber se há indícios de desenvolvimento de um glaucoma. Para diagnosticar a doença o oftalmologista, após pingar uma gota de colírio em cada olho e encosta o tonômetro (aparelho usado para realizar o procedimento) em seu olho para medir a pressão intra-ocular. O procedimento é simples e indolor.

A perda visual causada pelo glaucoma é irreversível, mas pode ser controlada ou atrasada, mediante tratamento apropriado. Em geral, o tratamento, tem início com a utilização de colírios para reduzir a hipertensão ocular e evitar o aparecimento de novas lesões no nervo óptico. Se o resultado não for o esperado, é possível realizar a cirurgia de trabeculectomia, mas esta geralmente é sugerida em último caso ou em casos especiais.

Pessoas com idade avançada, negros, diabéticos, míopes e com antecedentes familiares de glaucoma têm maior risco de desenvolver a doença, por isso esses grupos devem se consultar periodicamente com um oftalmologista. Assim, a ocorrência do problema pode ser detectada logo no início, minimizando os danos causados pela degeneração.

Fonte: www.saude.gov.br e www.mdemulher.abril.com.br




Escritório Central
(17) 3214-6499

Unidade Administrativa
Rua XV de Novembro, 4488 - Redentora
CEP 15015-110 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Medicina Preventiva
Rua Redentora, 3140 - Redentora
CEP 15015-780 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Comercial
Rua Redentora, 3238 – Redentora
CEP 15015-780 – São José do Rio Preto/SP
© Bensaúde - Todos os direitos reservados
desenvolvido por Diginova - Sites e Sistemas