Medicina Preventiva /

Notícias

Cuide de Sua Voz

18/04/2013

Dia 16 de abril comemora-se o Dia Mundial da Voz e neste dia é importante chamar a atenção das pessoas de que rouquidão, pigarro, dor ou ardência na garganta e dificuldade de engolir podem ser sintomas de doenças nas cordas vocais, queixas por vezes não investigadas. No Brasil, em um ano, mais de 4.000 pessoas morrem de câncer de laringe (cordas vocais). Muitas vidas e inúmeras vozes poderiam ser salvas se buscassem diagnóstico precoce. Assim, é preciso ficar atento a essas doenças consideradas comuns no que se refere à voz, como por exemplo:

Rouquidão: qualquer edema (inchaço) ou irregularidade na superfície da mucosa das pregas vocais que leva a falta de clareza do som. A rouquidão pode ser aguda ou crônica.

Pigarro: causado pela "irritação" no local, e também pela diminuição temporária do funcionamento dos cílios, que têm a função de defesa da garganta. É causada geralmente pelo tabagismo (devido ao potencial tóxico de substâncias presentes na fumaça do cigarro e também à própria temperatura dos gases inalados) e estados gripais (devido maior produção de secreções, gerando necessidade constante de limpeza da garganta).

Faringite: causada por inflamação da faringe, que é a parte posterior da garganta, entre as amígdalas e a laringe. A maior parte das dores de garganta é causada por uma infecção viral, como um resfriado ou gripe.

Amigdalite: infecção bacteriana das amígdalas - órgãos que auxiliam a filtrar bactérias e outros germes para impedir as infecções no corpo.

O QUE É BOM PARA SUA VOZ?

·           Beber mais de 8 copos de água por dia;

·           Procurar atendimento especializado se usar a voz na profissão;

·           Só usar pastilhas, sprays ou medicamentos indicados por médicos;

·           Evitar soluções caseiras;

·           Comer maçã - esta fruta tem propriedades adstringentes, limpando o trato vocal até os pulmões e favorecendo uma voz mais saudável;

·           Cuidar da saúde geral (sono, alimentação, atividades anti-stress).

O QUE FAZ MAL À SUA VOZ?

·           Fumo, álcool, drogas e poluição;

·           Tossir, gritar muito ou pigarrear;

·           Cantar ou gritar em demasia e/ou quando gripado;

·           Falar em locais barulhentos;

·           Mudanças bruscas de temperatura (clima);

·           Ambientes com muita poeira, mofo e cheiros fortes, especialmente se for alérgico;

·           Choques térmicos (deglutir alimentos ou bebidas com temperaturas extremas).

A maioria das doenças da voz tem tratamento, podendo ser com medicamentos, fonoterapia e/ou cirurgia. Problemas com a voz devem ser conduzidos por um grupo de profissionais que inclui o médico Otorrinolaringologista e o Fonoaudiólogo. Quando o problema é diagnosticado precocemente, maiores são as chances de preservação da voz.

Fique atento a comportamentos que possam prejudicar a voz!


Fonte: 
www.fonosp.org.br;  www.einstein.br


 




Escritório Central
(17) 3214-6499

Unidade Administrativa
Rua XV de Novembro, 4488 - Redentora
CEP 15015-110 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Medicina Preventiva
Rua Redentora, 3140 - Redentora
CEP 15015-780 - São José do Rio Preto/SP
Unidade Comercial
Rua Redentora, 3238 – Redentora
CEP 15015-780 – São José do Rio Preto/SP
© Bensaúde - Todos os direitos reservados
desenvolvido por Diginova - Sites e Sistemas